As eleições de Belo Horizonte, como de todo o Brasil, tiveram irregularidades, no mínimo, antiéticas

Em Belo Horizonte, minha base, o  prefeito Márcio Lacerda – com o fundamental apoio do senador Aécio Neves – se reelegeu; derrotou o ex-prefeito petista Patrus Ananias, que fez a campanha se amparando em Lula e Dilma.

As duas campanhas – como é da tradição brasileira – tiveram atos antiéticos de parte a parte.

A última cartada de Patrus Ananias foi um absurdo vídeo, gravado no meio do ano por celular, em que o deputado Délio Malheiros fez críticas terríveis ao prefeito Márcio Lacerda, cinco dias antes de aceitar a indicação para o cargo de vice-prefeito na chapa de quem havia destratado.

Já a trapalhada da equipe de Patrus Ananias ocorreu em setembro e foi menos dramática, mas também lesiva aos princípios da ética: fizeram uma edição de uma foto de um ato público da campanha, alterando os rostos das pessoas.

Transplantaram e multiplicaram imagens de participantes, principalmente de um negro (ops!, afrodescendente) e de uma mulher para criar uma falsa cena de diversidade social.

Estampo, abaixo, a foto graficamente editada:

Observem os rostos copiados (assinalados pela mesma cor) na edição de uma foto de campanha do PT em Belo Horizonte.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: