O belo distrito de Milho Verde fica mais perto (metaforicamente) com o asfaltamento da estrada para o Serro, sua sede

Em outubro de 2010 tentei conhecer o distrito de Milho Verde, pertencente ao município histórico do Serro, região central de Minas Gerais.

Não tive sucesso: desisti na metade da precária, perigosa, irregular e deserta estradinha rural de 25 quilômetros, preocupado com o desempenho do meu pobre carro urbano.

Neste intervalo o governo do Estado asfaltou a via; no dia 05/04 finalmente completei o trajeto e conheci Milho Verde.

A obra foi tão profunda, radical, que nem reconheci o caminho; trocou-se um acesso precário, antigo, por um moderno e rápido.

E passei os dias da Semana Santa, de forma agradável e tranquila, na região de meus ancestrais pelo lado materno.

Falta agora a continuação da estrada até o distrito de São Gonçalo do Rio das Pedras, e depois até Diamantina. Mas também falta uma obra mais importante: a ligação por estrada asfaltada entre as duas cidades mais importantes da região, que são Serro e Conceição do Mato Dentro.

A igrejinha da Nossa Senhora do Rosário é o cartão postal mais conhecido de Milho Verde embora não seja a igreja matriz (que é mais rica, mas não dá imagens fotográficas tão belas). Segue abaixo uma foto da igrejinha, num fim de tarde deste abril de 2012:

A igrejinha da Nossa Senhora do Rosário é o cartão postal mais conhecido de Milho Verde

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: