Em março de 2012 foi a vez dos cubanos anunciarem mais uma improvável vacina contra a AIDS

Desde os anos 1980 assisto, ouço ou leio anúncios sobre a descoberta de uma vacina contra a Aids.

E na mesma época aprendi que tal medida não é possível, pois o vírus é mutagênico, isto é, sofre pequenas modificações que tornam a vacina inútil.

O último anúncio foi feito por pesquisadores cubanos; assim informa a Folha de São Paulo de 06/03/2012:

A vacina contra a Aids já foi testada com sucesso [em camundongos] e agora estamos preparados para uma pequena e controlada fase de exames clínicos [com pacientes soropositivos que não se encontram em estágios avançados da doença], disse o pesquisador Enrique Iglesias, CIGB (Centro de Engenharia e Biotecnia Genética). Iglesias explicou que a vacina Teravac-HIV-1 é feita com proteínas recombinadas que provocam uma resposta celular de defesa contra o vírus HIV.”.

E no caso do único país comunista das Américas, parece haver uma vinculação com a necessidade de marketing, com o objetivo de continuar atraindo pacientes para os seus programas de atendimento médico a doenças graves.

Tais programas, e também a indústria do turismo, são as únicas grandes fontes de obtenção de dólares para a ilha dos irmãos Castro.

Sem os odiados mas indispensáveis dólares o país não conseguiria sequer suprir as necessidades mínimas de sobrevivência de sua grande população (12 milhões), pois a produção agrícola e industrial é muito baixa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: