Uma análise humanista de Daniel Piza: “Quem não tem sucesso profissional ou financeiro é tachado de perdedor, como se felicidade se medisse em salário”

Na sequência de minha pessoal homenagem ao jornalista Daniel Piza, precocemente falecido em 30/12/11, aos 41 anos, transcrevo abaixo um seu comentário sobre as pessoas que superestimam o sucesso profissional, que fazem deste o objetivo único da vida.

Um exemplo bastante claro está no uso cada vez maior, em ruas e telenovelas, de adjetivos como ‘popular’ e ‘loser’. Ou seja, uma pessoa que chama atenção dos outros por sua aparência física ou habilidade esportiva e se dá bem com a maioria das outras ganha agora esse qualificativo, como se tais atributos fossem mais importantes num ser humano do que caráter e inteligência. E quem não tem sucesso profissional ou financeiro é tachado de perdedor, como se felicidade se medisse em salário, como se status substituísse vocação; cada vez soa mais estranho que alguém opte por uma carreira mais por gosto do que por retorno. Isso sem entrar em outro adjetivo corrente, ‘workaholic’, para designar os que acham que vidas familiar e cultural são secundárias, até que se veem tomando pílulas com Coca-Cola para aguentar o estresse.

O texto foi pinçado de sua coluna, publicada n’O Estado de São Paulo de 28/08/2011, que analisa a falácia sobre o “declínio americano”.

E reflete uma lição vinda de quem sabia observar, analisar e orientar.

Seus leitores mereciam que ele tivesse mais tempo de vida para produzir e criar mais, mas tal decisão é da competência de outras esferas.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: