Até os jornais mais respeitados exageram nos títulos e manchetes

As manifestações na Líbia foram o grande assunto da mídia no dia 27 de fevereiro deste 2011, um domingo; o jornal O Estado de São Paulo dedicou várias páginas a ele.

O título principal da página 20 foi sugestivo e chamativo: “O brasileiro que Kadafi trocou por um arsenal”.

Imaginei que se tratasse da relembrança de algum episódio histórico envolvendo um possível resgate de refém brasileiro em troca de um terrível arsenal de guerra.

Li a enorme matéria até o final — três quartos de página — mas só encontrei a história de um geólogo da Petrobras que passou alguns dias de preocupação, lá na Líbia, enquanto se resolvia um problema internacional, cá no Brasil.

(No dia 17 de abril de 1983 quatro aviões líbios foram detidos no Brasil após a descoberta de que transportavam um arsenal militar destinado aos guerrilheiros da Nicarágua. Durante as negociações os brasileiros que moravam na Líbia certamente temeram pela sua segurança, mas a matéria não cita nenhum caso sequer de detenção. A crise terminou com a devolução dos aviões para a Líbia, já controlada por Kadafi.)

De preocupadinho a “trocado por um arsenal” vão-se quilômetros…

Neste caso, o editor do noticiário internacional exagerou muito, mas a falta de harmonia entre título e texto é um velho problema do jornalismo.

O título é um chamado para a leitura, é o fator determinante para atrair a atenção do leitor.

E tão importante que recebe um nome especial — manchete — quando impresso em letras garrafais na capa do jornal (os dicionários só aceitam o uso desta definição para a primeira página, mas o grande público usa a expressão para qualquer título de página interna que esteja impresso em destaque).

Títulos raramente são elaborados pelos próprios autores da matéria: a responsabilidade é dos seus chefes, os editores de setor.

Várias vezes reclamei com algum repórter sobre exageros no título e a resposta foi igual: “Não fui eu quem fez. Só me responsabilizo pela matéria.”

Uma distorção da profissão.

Anúncios
Publicado em Mídia. Leave a Comment »

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: